Voltar ao topo

O Herói e a Fera

 

“Ó jovem valente… Na terra coberta pelo crepúsculo, onde as pessoas vagam como espíritos, você foi transformado na fera de olhos azuis... Isso foi um sinal... Um sinal de que os poderes do escolhido adormecem dentro de você... e que eles estão despertando”

                                                                                                              Faron, em Twilight Princess

No penúltimo título para consoles da série Zelda, The Legend of Zelda: Twilight Princess, somos apresentados a um novo gameplay quando o herói Link é transformado em lobo. Nessa forma ele possui novas habilidades e restrições. Não é a primeira vez que isso acontece na série. Em Majora’s Mask, Link pode assumir a forma de três outras raças (Goron, Zora e Deku) ao usar suas máscaras, ganhando poderes novos e uma nova forma de explorar o mundo. Em A Link to the Past, caso não tenha um item específico, a Pérola da Lua, Link é transformado em um coelho quando vai ao Dark World.  Mas é mesmo o lobo sua transformação mais marcante. Esse artigo visa expor alguns fatos que provavelmente levaram os criadores do game a escolher especificamente um lobo, não uma outra criatura, além de relacioná-lo ao ambiente do jogo.

Canis Lupus

O lobo é um animal misterioso. Pesquisadores afirmam que o lobo cinzento, espécie mais comum e na qual Link Lobo é inspirado, surgiu há cerca de um milhão de anos. Seus ancestrais foram um dos poucos mamíferos que sobreviveram à Era Glacial. Desde então os lobos se espalharam por grande parte do Hemisfério Norte, principalmente América do Norte, Europa e Rússia. Nesses locais, são inúmeras as lendas que surgiram acerca do animal, datando da época da Antiguidade. Por muitos foi considerado um Deus, por outros a verdadeira encarnação do mal. Até hoje existem lugares onde caçar um lobo vale uma boa recompensa em dinheiro. Por outro lado surgem mais e mais associações para defender o animal e proteger seu território. Qualquer que seja a posição sobre ele, é marcada por um fascínio sem igual, muito associado à espiritualidade. Pois, como dito, permanece um animal misterioso, cujos hábitos e razões não são completamente compreendidos.

Imagem do rosto de um lobo cinzento de olhos azuisLobo Cinzento, "canis lupus" em latim

A começar por aí, é natural que a transformação de Link em lobo não cause estranhamento nem questionamentos e é aceita com bons olhos pela maioria dos fãs da série. Existe uma cultura coletiva, muitas vezes inconsciente, que aprecia a visão do animal, mesmo que o ponha como o vilão da história. Isso se tornou algo inerente a quase todos nós e com isso poder controlar um lobo tem algo de especial. O caso é parecido com o jogo Okami, em que o deus, e personagem principal, é um lobo. São raros os jogos em que controlamos animais que não sejam humanizados. Link Lobo é uma fera selvagem, e apesar de compreender a linguagem falada, não fala nem age como um humano. E para que não parecesse que a transformação de Link era apenas uma espécie de montaria ou transição entre momentos humanos, a escolha de um animal com personalidade e imagem fortes foi essencial.

O crepúsculo da fera

“Todos que caminham por essas terras são mudados para uma forma que reflete sua verdadeira natureza...”

                                                                              Bola no Dark World, em A Link to the Past

Artwork oficial do jogo Twilight Princess com imagem de link e link lobo de perfil e o símbolo da triforce ao centro.Artwork de Link e seu paralelo no mundo de Twilight, Link Lobo

É no final do entardecer, o crepúsculo, que os lobos iniciam seu dia. E é exatamente nessa hora que após ter seus amigos raptados Link se depara com uma parede alaranjada de onde uma mão o arrasta para dentro do mundo de Twilight, o crepúsculo. Nesse momento sua triforça brilha na mão e Link se torna um lobo. Em A Link to the Past, o herói faz uma viagem parecida, quando vai ao Dark World, porém é transformado em um coelho. Ali, conversando com uma bola, ela diz que esse mundo transforma as pessoas de acordo com sua verdadeira natureza. Um coelho, dizem as teorias, reflete um Link ingênuo e gentil. Seguindo essa ideia, o lobo é a imagem de um herói corajoso, que possui a triforça e está ligado aos deuses e o destino de sua terra. O instinto o faz ir atrás de seus amigos. Essa fera por muitos dita é um dos poucos animais conhecidos a chorar por companheiros mortos. Também é, depois do homem, o animal que mais andou por toda a Terra, e dizem que por isso seus destinos estão intimamente ligados. Não há outra criatura que pudesse refletir tão bem a natureza daquele Link. 

As características e as habilidades de Link Lobo também estão em acordo com o animal real. Os lobos nascem de olhos azuis, porém são raríssimos os adultos que mantêm essa coloração. Link é então um dos poucos, um “escolhido”. Uma de suas habilidades no jogo é Sense, uma visão aguçada que permite ver espíritos e fantasmas. Os lobos são conhecidos por uma visão melhor que a nossa, principalmente por serem mais ativos à noite. Outra habilidade é Scent, que permite Link Lobo seguir o rastro exato por onde passou certo cheiro, em busca de pessoas ou coisas. Um lobo possui a mesma habilidade de seguir o rastro exato de uma presa e a usa no inverno para poupar energia. A capacidade de saltar e de percorrer longas distâncias a uma boa velocidade também são características comuns. Há outros animais que talvez possuam habilidades semelhantes, mas o lobo em especial tem uma última característica que é única, o uivo.

Canto ancestral

“Aqueles da escuridão... Eles invadiram essa aldeia e, como uma mensagem para meu povo, executaram-me na frente deles. Jovem... você que toma a forma de uma fera orgulhosa... Eu tenho algo para lhe pedir”

                                                                                              Queen Rutela, em Twilight Princess

Os lobos são amplamente conhecidos por uivar. E isso os põe na lista de um dos poucos animais terrestres que possui uma espécie de “canto”. Apesar de ser mito que os lobos uivam para a Lua, eles costumam sim uivar à noite devido à sua atividade noturna.  Quando uma alcateia inteira começa a uivar, cada lobo é responsável por diferentes tonalidades e tempo na “música”. E isso o torna um animal perfeito para Link assumir a forma, dando possibilidade de continuar a tradição musical de Zelda. Ao longo do jogo são aprendidas sete músicas. Ao encontrar uma Howling Stone (Pedra Uivante), vemos uma cena em que Link Lobo se encontra no pico de uma montanha. De lá ele ouve uma música soar no vento e temos que copiá-la. Curiosamente a primeira música aprendida é a “Song of Healing”, originária de Majora’s Mask, onde é usada para curar as aflições e tristezas dos personagens. Ao entoar essa canção, do outro lado um lobo dourado uiva junto a Link, numa representação exata de como os lobos se comunicam à distância, por meio de uivos em diferentes tonalidades. Esse lobo dourado mais tarde revela ser o Espírito do Herói e agradece pela música ter curado sua aflição de nunca ter passado a outros seus ensinamentos. O canto da “fera orgulhosa” recupera o orgulho de seu ancestral. O espírito é o próprio Link de Majora’s Mask e Ocarina of Time. A cor dourada talvez reflita a posição de ser um espírito, um ser mais elevado. Ao longo do jogo aprendemos mais seis canções, sendo duas inéditas na série e as outras, de jogos anteriores.

Ao final de cada canção devemos encontrar o lobo dourado, que pula “para dentro de Link”, transportando-o a outro mundo onde ele encontra o espírito do antigo herói e aprende uma nova habilidade com a espada. Essa ação é também descrita pelos antigos indígenas americanos. Em algumas tribos, certa hora da vida todo homem deveria buscar contato com seu espírito ancestral. Isolados na natureza, eles recebiam a mensagem de seu deus protetor, cujo espírito entrava em sua mente transportando-os a outro plano onde eles se entendiam. Esse espírito, para muitos homens, assumia a forma de um lobo e era responsável por passar os ensinamentos ancestrais.

Apenas para retificar a escolha exata da transformação de Link em lobo, podemos apresentar alguns exemplos de outras mídias que mostram o quão forte é a imagem desse animal no inconsciente coletivo da humanidade. Dizem que ao olharmos um lobo, ele parece entender o que estamos pensando e dizendo; parece ser extremamente inteligente e humano. Essas mídias retratam exatamente isso. Em 2003, o anime japonês Wolf’s Rain mostrava uma terra onde os lobos eram considerados extintos. Porém a verdade é que eles assumiam a forma de pessoas de modo que humanos não percebessem que eram lobos. Eles não se transformavam em humanos, apenas as pessoas os viam como tal. E no fim do mundo, eram os lobos aqueles que abririam o caminho para o paraíso e poderiam reiniciar uma nova era. Em 2009 foi lançado o filme americano O Fantástico Senhor Raposo, uma fábula onde animais vivem como humanos, usam roupas, andam sobre duas patas, trabalham etc. No final do filme, os personagens se deparam com um lobo, o único animal inteligente representado na sua forma real de animal selvagem. O Senhor Raposo, que tinha medo de lobos, reconhece então o quão magnífico aquele animal é. Esses são dois exemplos entre os diversos que se encontram em livros, filmes, jogos, músicas e afins, quase sempre destacando o mistério, inteligência e dualidade do lobo.

 

Entre o bem e o mal

“Em nosso mundo, por muito tempo acreditamos que o Herói apareceria na forma de fera divina”

                                                                                          Midna, em Twilight Princess

Por último, a divindade do lobo é um fator central que o posiciona de forma natural no ambiente de Twilight Princess. De um lado temos o reino de Hyrule que mais se apoia na temática medieval em toda a série. Do outro, Twilight, uma dimensão coberta pelo crepúsculo para onde foram banidos os Dark Interlopers, espécie de seita que tentou invadir o Sacred Realm e conquistar o poder da Triforça. Quase todos os habitantes de Hyrule temem Link quando em sua forma de lobo, chegando a persegui-lo como uma besta maligna. Já no reino de Twilight, não só não o temem, como Midna nos revela que há tempos esperavam que o herói aparecesse na forma de uma fera divina. A partir do momento em que Link se transforma em lobo, Midna logo o reconhece como sendo esse herói. O lobo para eles é uma espécie de divindade.  Na Era Medieval havia um embate parecido.  Esse animal era cultuado em diversos rituais e considerado sagrado por praticantes de magia e outras seitas. Já a Igreja Católica o considerava símbolo do mal. Por isso camponeses e nobres não só caçavam os praticantes de magia (a famosa “Caça às Bruxas”) mas também os lobos, símbolos desse mal que assolava a Terra. Muitos acreditavam nos licantropos, pessoas capazes de se tranformar em lobo (não lobisomem, como é a imagem comum hoje) e isso aumentava o ódio pelo animal, associando-o à magia negra. Apesar de não haver qualquer referência à Igreja no jogo, existe uma clara mentalidade medieval dos habitantes de Hyrule, oposta à posição de “bruxos” dos habitantes do reino Twilight. E Link Lobo se apresenta no papel exato do animal real, entre ser cultuado e caçado. Quando primeiro visita o vilarejo de Ordon na forma de lobo, ele é caçado por seus moradores, com tochas e espadas em mãos, típico dos cenários medievais. Mais adiante no jogo alguns personagens reconhecem sua verdadeira natureza e não têm medo, ajudando-o ou simplesmente ignorando-o.

Tapeçaria com cena medieval de caçada aos lobosCena medieval de caçada aos lobos

Lobos quase sempre são retratados como animais fascinantes e inteligentes. E Zelda não deixou para trás, nos brindando com uma bela participação e homenagem a esse animal fascinante. O jogo apresenta o mistério, a dualidade, o instinto e o espírito selvagem e heróico como características de Link Lobo. Nada que fuja às características do próprio herói em sua forma humana. Afinal, exatamente como um lobo, Link não usa palavras, deixando a nosso entendimento tudo o que se passa com esse intrigante personagem que carrega consigo o destino de sua terra.  

 

Comentários

  • Popular
  • Recente
  • Enquete
Hoje, dia 20 de março, foi exibido no Nindies Showcase os jo...
qua, 20/03/2019 - 20:40
YouTube E os sidecast estão de volta! Maiores e agora abord...
dom, 10/03/2019 - 14:30
Na Nintendo Direct de hoje (13/02) fechou com uma grata surp...
qua, 13/02/2019 - 21:13
Nos dias 6, 7, 8 e 9 de dezembro, São Paulo parou com a quin...
dom, 16/12/2018 - 10:55
O que mais te empolgou em Breath of The Wild?