Voltar ao topo

HL na BGS 2018: impressões e Super Smash Bros. Ultimate

Venha conferir nossa experiência na feira, e nossas impressões do novo Smash!

E em dia de feriado, estivemos presentes na BGS 2018! Desde já peço desculpas por eu não ter comparecido no sábado (13/10) como havíamos anunciado, pois infelizmente por força maior não consegui ir para a feira. E não conseguimos fazer uma live graças a internet, mas aqui coloco um resumo da minha experiência na sexta-feira (12/10) e um pouco do domingo (14/10). Publicamos uma versão especial do Voz de Hyrule sobre a BGS 2018 onde conto minha experiência no geral da feira, mas aqui no texto pretendo me focar mais no gameplay de Super Smash Bros. Ultimate.

 

 

Pego de surpresa, fiquei sabendo da demonstração para imprensa da demo de Super Smash Bros. Ultimate lá na feira, e lógico que eu não poderia perder. A demo é a mesma da E3 2018, inclusive não tinha os personagens recém anunciados (como Simon Belmont, King K. Rool e Isabelle) disponíveis, mas isto não me impediu de querer tirar uma lasca do jogo. E olha, que jogo. Ele realmente faz jus ao termo ultimate, e não é apenas ao número de personagens. Ele é ultimate também nas mecânicas, que foram bem refinadas, e nos estágios, que estão bem trabalhados. Você não precisa ser um expert para jogar Smash, mas claramente que tem domínio maior das mecânicas vai se sobresair. A maioria das partidas foram de 3 ou 4 pessoas, e geralmente nestas partidas a sorte toma conta por causa dos itens. Mas em partidas de 2 pessoas, o domínio dos controles se torna mais acirrado. O que notei foi que Sakurai se focou desta vez em implementar mecânicas de desvios mais fáceis e ágeis.

Assim como comento no Voz de Hyrule, uma das minhas preocupações era que, pelo menos nos vídeos de demonstrações, o jogo parecia estar muito claro e as fases não tão bem modeladas. Mas olha, isso sumiu despois que joguei. O jogo é bonito mesmo! Dá para notar os detalhes nos estágios, principalmente nas retrôs. Uma que joguei foi a Onett e eu percebi uma melhora gráfica nas texturas do estágio (não jogue com o Ridley nessa fase, o espaço é pequeno para o tamanho dele). Os personagens de Zelda foram muito bem cuidados, com ótimos detalhes e bem balanceados (principalmente o Ganondorf, que agora está decente em termos de velocidade apesar do seu pulo ainda ruim). O jogo é mais veloz que o Smash for. 3DS/Wii U mas na medida certa e certamente em batalhas com 3 ou pessoas é muito mais divertido (a bagunça é geral).

 

Spoiler: eu ganhei hehehe pic.twitter.com/0tJ1Iw2WUz

— Matheus Monteiro (@mathmmari) 13 de outubro de 2018

 

Além do jogo, nos encontramos com diversos fãs de Zelda na feira. O foco este ano claramente era Mario, devido a ilustre presença de seu dublador, Charles Martinet. O estande da Cosplay Zone, inclusive, tinha os mascotes oficiais do Mario, Luigi e Donkey Kong para tirar foto, um painel gigante com a arte de Super Smash Bros. Ultimate. e vários cosplayers caracterizados de personagens da série Mario. Além disto, produtos oficiais de Mario estavam lá presentes. É muito mimo! Mas Zelda ainda teve sua participação, com cosplayers e várias pessoas com camisetas e adereços da série. Quem sabe na próxima? Uma coisa interessante é que a empresa começou a vender na feira, em parceria exclusiva com as Lojas Americanas, os cartões pré-pagos de jogos, com o preço sendo o mesmo da Loja Nintendo brasileira.

 

 

Infelizmente não consegui aproveitar mais, mas a feira encontrou este ano um amadurecimento importante. Com nomes internacionais, presença das 3 maiores fabricantes de consoles e diversos jogos para testar, a Brasil Game Show está encontrando em seu 11º ano seu espaço entre as maiores feiras do mundo. Diferente do ano passado, a feira claramente conseguiu uma injeção de dinheiro maior, o que possibilitou expandí-la e colocar diversas atrações diferentes, de youtuber até PC gaming, para todos os públicos. A questão é que, como a feira é aberta ao público no geral, o problema do tempo das filas ainda permanece, mas é algo natural devido a quantidade de pessoas. Mas ainda sim é um problema que a equipe da BGS precisa estudar em como mitigar daqui em diante, se eles pretendem destacar a feira no cenário internacional. Se você nunca foi, recomendo considerar uma visita em 2019!

Se você esteve na feira e caracterizado de Zelda (seja com uma acessório ou como cosplay), por favor deixe sua foto como comentário na galeria que criamos na página do site no Facebook. A feira está acabando mas esperamos que ano que vem tenha mais, e que a Nintendo possa trazer conteúdo do Switch para o público em geral. Até 2019!

E_NOTICE Error in file �favicon_baae72.ico(191) : eval()'d code(202) : eval()'d code(301) : eval()'d code� at line 176: unserialize(): Error at offset 0 of 33 bytes

Praticante do deboísmo através de stickers do Silvio Santos no Telegram.

Veja também

Comentários

  • Popular
  • Recente
  • Enquete
Duração: 1 h 45 min 21 s YouTube Download mp3 (73,1 MB)...
qua, 31/10/2018 - 20:18
Não é de hoje que rumores sobre uma nova série animada da s...
ter, 30/10/2018 - 11:22
E em dia de feriado, estivemos presentes na BGS 2018! Desde...
seg, 15/10/2018 - 09:25
A Nintendo adicionou mais três jogos ao catálogo do NES no N...
qua, 10/10/2018 - 08:09
O que mais te empolgou em Breath of The Wild?