Voltar ao topo

Mais comentários de Aonuma sobre Zelda U e Hyrule Warriors

Personagens femininas jogáveis, voz para Link, motivação dos fãs para Hyrule Warriors e o que é Zelda atualmente

Com a E3, Eiji Aonuma deu muitas entrevistas e já comentou várias coisas interessantes. O site Kotaku foi um dos que teve a oportunidade de sentar com o produtor da série Zelda e foi publicando informações aos poucos, várias das quais já noticiamos aqui no site. Com a liberação da entrevista na íntegra, surgiram mais alguns detalhes interessantes que valem a pena serem pontuados.

Sobre personagens femininas jogáveis em Zelda

Questionado sobre a possibilidade de algum dia termos garotas jogáveis num jogo da série principal, Aonuma aponta que observará o efeito disso em Hyrule Warriors, que tem diversas personagens femininas à disposição dos jogadores. Ele parece um tanto cético quanto à possibilidade da adição de uma mulher atrair maior publico feminino ao jogo, mas é algo que ele pode estar aberto a tentar se isso for um fator que chame mais jogadores a Hyrule Warriors. Realça que Link é um personagem de representação geral dos jogadores e não quer que ele seja pensado como um super-herói ou algo do tipo.

Liberdade de exploração e limitação de puzzles

O entrevistador elogia a liberdade de exploração que temos em A Link Between Worlds, mas destaca que as dungeons acabaram se limitando ao uso um item trazido já de fora, o que acabou simplificando os puzzles, e com isso questiona se Zelda U acabará sofrendo do mesmo problema por ter um mundo aberto. Aonuma confessa que não tinha pensado nisso, que a falta do uso de múltiplos itens facilitou as coisas, e promete manter esse detalhe em mente.

Possibilidade de Link ganhar voz

Uma pergunta que se repete há anos, e Eiji Aonuma segue resistente a essa ideia. Ele questiona se isso adicionaria algo ao fator diversão do jogo, se acrescentaria à experiência. Com tanto jogo usando atuação de voz, ele acha que até existe o risco disso simplemente deixar Zelda mais parecido com tantos outros por aí. Frisa que manter Link calado meio que reduz a barreira para o jogador sentir-se ligado a ele. No entanto, a possibilidade continua sendo considerada.

Quando perguntado se ao menos alguma experiência com isso já chegou a ser feita, Aonuma menciona que há uma série de vídeos em Japonês chamada Nyan Nyan Mario Time (ver abaixo), na qual Link falava, mas parecia estranho, porque se se ele falasse nos jogos, provavelmente não soaria desse jeito. E assim como ele tem uma ideia própria de como Link deveria soar, muita gente também deve ter. Acredita que o pessoal da Tecmo-Koei concorda com essa opinião, pois optaram por não dar voz a Link em HW. Diga-se de passagem, os outros personagens também não têm voz, só mesmo os gritos de ação tal qual Link, fazendo deste o primeiro jogo da série Warriors em que as persongens não falam.

O que convenceria pessoas que nunca jogaram Dynasty Warriors a tentar Hyrule Warriors?

Aonuma afirma que os fãs de Zelda vão gostar de ver certos conteúdos da série em um contexto diferente, de jogar com personagens que não são possíveis de controlar nos jogos principais. Elas aliás têm uma série de ataques que impressionou até a equipe de desenvolvimento dos Zeldas principais, coisas que eles nunca tinham imaginado ou achariam que aconteceriam algum dia.

Ainda, sendo o sistema do jogo composto por um campo de batalha com diversas lutas acontecendo em áreas diferentes, dependendo de como os jogadores decidam tomar esses espaços no mapa, o fluxo e a experiência de jogo irão variar. Os chefes, ao invés de estarem restritos em uma sala de dungeon, estão em um campo aberto, atacando o jogador e outros inimigos, tornando tudo bem dinâmico. Todo esse balanceamento entre coisas de Zelda com coisas de Dynasty Warriors tornarão o jogo uma experiência empolgante para os fãs, segundo Eiji.

O que é Zelda atualmente?

Apontando diferentes direções que a série tem tomado, como Hyrule Warriors e o mundo aberto com quebra de paradigmas de Zelda U, o entrevistador pergunta como o produtor define a série atualmente. Aonuma responde que é complicado e tem um apelo maravilhoso ao mesmo tempo, chegando a conclusão que a série é algo definido, mas que descobriu ser bastante flexível, mencionando coisas como o jogo de beisebol em A Link Between Worlds e o monstro soltando raios que até parecem lasers no teaser do novo jogo. E isso traz um enorme potencial para o que pode ser feito.

Sigam-me os bons! Mais conhecido como Chapo por essas bandas. Normalmente o culpado por toda a parte gráfica e gerenciamento do conteúdo do site, sempre tendo novas ideias e falhando em organizar tempo para executá-las.

  • Popular
  • Recente
  • Enquete
Duração:  2h 19min 34s YouTubeDownload mp3 (95,8 MB) Es...
seg, 11/04/2022 - 11:02
  Em novembro de 2021, foi lançado o Game & Watch: The...
dom, 23/01/2022 - 12:37
Duração:  1 h 05 min 00 s YouTubeDownload mp3 (44,6 MB)...
sex, 29/10/2021 - 12:33
  Com o lançamento recente de The Legend of Zelda: Skyward...
qui, 22/07/2021 - 15:42
O que mais te empolgou em Breath of The Wild?