Voltar ao topo

Eiji Aonuma diz que não faz muito sentido fazer um jogo além de Zelda

Produtor também comenta a coisa mais inesperada que aconteceu durante o desenvolvimento de Breath of the Wild.

Em entrevista para a Nintendo da Europa, Eiji Aonuma comentou diversas coisas divertidas como se prefere Link ou Toon Link, música favorita da série, entre outros que você pode ler completamente em português de Portugal no site. Mas um assunto interessante abordado diz respeito a coisa mais inesperada que aconteceu durante o desenvolvimento de Breath of the Wild. O produtor também comenta sobre o seu futuro pessoal, e que não pretende fazer outro jogo além de Zelda.

NoE: Aconteceu alguma coisa divertida ou inesperada durante o desenvolvimento de The Legend of Zelda: Breath of the Wild?

EA: Em Breath of the Wild utilizamos um motor de física específico, o que constituiu uma experiência nova para mim. A forma como os quebra-cabeças e as coisas funcionam foram muito diferentes dos jogos Zelda anteriores. Bem, é quase como no mundo real, pelo que pensando nisso, deveria ter sido possível resolvê-los normalmente, mas o meu cérebro estava tão habituado aos jogos Zelda anteriores que eu dizia que eram esquisitos e perguntava a razão pela qual era assim. E depois as pessoas riam de mim e diziam que isso aconteceria no mundo real. Ao trabalhar em Breath of the Wild percebi verdadeiramente de como o meu cérebro estava preso ao velho modo Zelda.

NoE: Para você, o que constitui o espírito, ou a essência, de The Legend of Zelda?

EA: Para mim, o mais importante em The Legend of Zelda é que todos os jogos sejam uma viagem de crescimento para o Link. À medida que ele vai avançando no jogo vai crescendo e, ao mesmo tempo, o jogador cresce com ele. Penso que é essa a verdadeira essência da série.

NoE: O que reserva o futuro para Aonuma? Pode dar-nos algumas dicas?

EA: Agora que a minha idade para aposentar se aproxima, as pessoas me perguntam se alguma vez farei algo que não seja um jogo Zelda. E por vezes penso que talvez devesse fazê-lo. Mas os jogos Zelda têm realmente tudo o que eu quereria fazer num jogo: a forma como a personagem principal cresce e se desenvolve, os quebra-cabeças e os minijogos. Acho que não faz muito sentido fazer algo que não seja Zelda. Se o fizesse, acabaria simplesmente por ser semelhante.

NoE: Talvez cortar um pouco de grama?

EA: (risos)

The Legend of Zelda: Breath of the Wild será lançado dia 03 de março para Wii U e Nintendo Switch. O jogo já tem uma DLC em desenvolvimento confirmada, que pode ser comprada no dia do lançamento mas o conteúdo em si virá através de dois pacotes do meio e fim de 2017.

Praticante do deboísmo através de stickers do Silvio Santos no Telegram.

  • Popular
  • Recente
  • Enquete
Duração:  48 min 36 s YouTubeDownload mp3 (33,37 MB) Ho...
qui, 07/11/2019 - 18:27
Nos dias 09 a 13 de outubro de 2019, ocorreu a 12ª edição da...
seg, 21/10/2019 - 21:01
Nós do Hyrule Legends, juntamente com o site do Zelda Univer...
dom, 06/10/2019 - 16:44
Ano passado, durante a Brasil Game Show 2018, Nintendo marco...
sab, 28/09/2019 - 21:40
O que mais te empolgou em Breath of The Wild?