Voltar ao topo
Vinheta para a seção Lente da Verdade

O Apocalipse Hyruleano

Cenários pós-apocalipticos são comuns em obras de ficção, talvez pela cultura religiosa, ou pelas inúmeras teorias científicas de extinção da humanidade a que somos expostos durante toda a vida, acabamos por nos imaginar, ou imaginar o mundo atual num cenário completamente devastado e diferente do que vemos hoje. Talvez por isso estamos constantemente preocupados com o fim do mundo. Profetas pagãos, povos ancestrais, cientistas teóricos, talvez ninguém saiba ao certo quando ou como esse fatídico dia será. Mas isso não impede autores e/ou produtores de imaginarem esse “terrível fato”. O texto a seguir é uma reunião de fatos sobre como o tema é retratado em “The Legend of Zelda”, é sobre como mitificamos o “game over” e como tudo continua depois que o mundo deveria terminar.

Amanhecer do Último Dia: 24 horas restantes

A premissa do “fim do mundo” já é algo recorrente na série. Fomos apresentados algumas vezes ao que seria o possível inicio da destruição de Hyrule. Em Ocarina of Time, fomos capazes de vislumbrar o que o domínio de Ganondorf significaria para a terra das deusas. Market fora devastada, seus moradores haviam fugido e a cidadela estava cheia de ReDeads (Zumbis?), a fonte do Zora’s River e o Zora’s Dominium haviam sido congelados, os Gorons foram aprisionados na Death Montain, essas entre outras coisas parecem suficientemente catastróficas para significar o fim de Hyrule como havíamos conhecido. Mas ao mesmo tempo não entonam a destruição completa como sinonimo de fim do mundo. Está de certa forma mais ligado a um governo tirano e maligno como os de eras medievais sombrias, tais como descritos em obras populares. Um exemplo é o governo de Sauron sobre a terra-média na série “Senhor dos Anéis”, de Tolkien, onde a destruição do mundo é mais promessa que fato.

Em Majora’s Mask, apesar de não vivenciarmos esse cenário “destruído” (a menos que você não toque Song of Time), estamos expostos constantemente a esse futuro. Não é possível afirmar que o mundo acabaria com a queda da Lua. Apesar de tudo indicar que sim, se analizarmos o fato do ponto de vista natural, já que se a nossa lua caísse sobre o nosso planeta ele seria mesmo destruído, o que sabemos é que Clock Town será destruída e que provavelmente essa destruição se expandiria por toda Termina. Mas e se de alguma forma restasse vida? E se nem todos morressem? Provavelmente quem restasse vivo, viveria a realidade do cenário pós-apocalipto em Termina ao mesmo tempo quem morresse poderia se ver nas condições dos fantasmas de Ikana que representam bem a ótica que parece indicar que mesmo em Zelda “...a morte não é o fim de tudo [...]”.  .   

A Triforce Invertida (spoilers de A Link Beteween Words)

Na aventura do mais recente título da série principal, no mundo paralelo a Hyrule, Lorule, podemos conferir de perto um cenário pós-apocaliptico na série. Pelo que a Princesa Hilda conta próximo ao desfecho da narrativa principal da história, ficamos sabendo como Lorule havia caído em desolação após os antepassados de Hilda temendo a cobiça das pessoas, acabaram por destruir a Triforce ao invés de selá-la. Os efeitos de não se ter mais uma Triforce foram devastadores o suficiente para transformar drasticamente a geografia de Lorule, entregando sua população ao que seria o famigerado “apocalipse”. Algo parecido ocorreu em Golden Land, de A Link to the Past. Depois que Ganon foi selado na terra sagrada da Triforce esta fora drasticamente devastada, ficando muito parecida com a Lorule acima descrita.

Podemos entender com isso que uma das possíveis causas que trariam a destruição de Hyrule de fato seria a ausência de sua Triforce ou se a ganância de Ganon no poder realmente se estabelecesse por um longo período.

Um Mundo de Sonhos -  O Despertar de Wind Fish  

Em Link’s Awakening, a ótica de destruição do mundo muda. Abandonamos o papel de espectadores deste fim e assumimos o de destruidores! Sim, isso mesmo! Acordar o Wind Fish não só é o objetivo principal do jogo, como, ao mesmo tempo, também é destruir toda a Ilha Koholinht. É evidente que isso não fica exposto de inicio. Afinal, isso desencorajaria o jogador a continuar jogando, mas após a sexta dungeon toda verdade vem à tona, uma simpes pintura na parede da dungeon explica que toda a ilha Koholinht faz parte dos sonhos de Wind Fish e que eventualmente acordando a baleia, tudo seria desfeito “como bolha numa agulha”.  

O Ragnarok Hyruleano - O Grande Diluvio

A lenda conta que após a derrota do Lorde Demônio pelo Herói do Tempo, Hyrule viveu um período de paz, mas como que se por uma maldição (?) Ganondorf retorna, e com seu retorno ele mais uma vez mexe com o equilíbrio do mundo. Sem um Herói que pudesse proteger o Reino, Hyrule está entregue novamente a destruição e a expansão da ganancia do Rei Gerudo. Sem opção os hyruleanos só puderam orar pedindo ajuda as Deusas que tomaram pra si o fardo de dar um fim a esse mal, foi então que elas inundaram o reino com o Grande Diluvio, colocando Hyrule em baixo d’água. O diluvio é retratado em diversas mitologias como arma divina de punição à humanidade. Mas, neste caso, agora é visto como uma forma de limpar o mal sobre a terra e dar a oportunidade ao mundo de renascer.

A Hyrule que vemos em The Wind Waker, com suas musicas animadas e suas corres vivas é resultado da completa destruição da Hyrule como havíamos visto em Ocarina of Time. Agora os hyruleanos não existem mais como um povo, estão vivendo em punhados espalhados pelas ilhas e embarcações por toda a extensão do Grande Mar.  O que nos leva ao fato que a completa destruição de Hyrule veio exatamente pelas mãos de suas Deusas, e, apesar de parecer catastrófico o suficiente, a vida continuou seguindo mesmo depois de ter mudado tanto.

Game Over - A Lenda do Recomeço

O famigerado apocalipse intriga de fato muitas pessoas. Pensar no final é natural quando percebemos as limitações da vida. Isso, como muitas outras coisas, acabam refletindo não só em Zelda como em tudo a nossa volta. Mas a exemplo das mídias em geral parece mesmo que esse fim não existe, afinal mais que contar como o mundo termina, as histórias contam o que acontece depois do fim. Hyrule apesar de ameaçada e destruída, sempre voltou e como num ciclo recriou o inicio e o fim de tudo. Talvez por isso fascine tanto imaginar o que houve depois dessa ou daquela lenda. Não é só sobre o fim que nos interessamos, mas como continua após isso. A própria cresça de vida após a morte, céu e inferno, reencarnação é prova de que não acreditamos de fato num fim definitivo. Tem sempre como recomeçar depois de um game over.

Sério, metódico, bem humorado e fã numero um de Wind Waker.

  • Popular
  • Recente
  • Enquete
Duração:  2h 19min 34s YouTubeDownload mp3 (95,8 MB) Es...
seg, 11/04/2022 - 11:02
  Em novembro de 2021, foi lançado o Game & Watch: The...
dom, 23/01/2022 - 12:37
Duração:  1 h 05 min 00 s YouTubeDownload mp3 (44,6 MB)...
sex, 29/10/2021 - 12:33
  Com o lançamento recente de The Legend of Zelda: Skyward...
qui, 22/07/2021 - 15:42
O que mais te empolgou em Breath of The Wild?